13.5.08

Tóxico


Hoje vai dar tudo errado e nem pense em me dizer que não. Não me contrarie porque preciso estar certa, é importante para mim, você não percebe? Não tá vendo o chuveiro que queimou agora, às 7 da manhã? Já comecei a ter razão. Nos dez minutos que tenho para não pensar em nada, apenas executar a seqüência de me molhar, fechar a água, passar xampu e sabonete, abrir a água, fechar novamente e me enxugar começando de baixo pra cima, nem isso pude fazer direito. Assim é com a gente. Tudo começou errado e não tem mais como dar certo. Eu realmente quero um amor perfeito, durável, autolimpante, sustentável e renovável. Não sei se suportaria por muito tempo a falta de angústia, de desconfiança, de pulgas atrás da orelha, de brigas inúteis por nada, de mal humor matinal. Mas queria ao menos experimentar a sensação de não sofrer por você nem por um segundo.

Todos os dias preciso fazer um esforço fora do comum para não ser tomada pelos pensamentos que são comuns a você. Me contaminei com eles. Adquiri o seu temor injustificado do amanhã. Passei a ver as pessoas com que convivo com olhos vesgos e míopes, não enxergo mais tão bem. Tenho crises agudas de depressão sem motivo aparente, só porque você também as tem. Não sei mais como me livrar de você. Mesmo não te vendo, não te tocando, não trocando nenhuma palavra com você, tudo que é seu ainda me faz mal. Me revira o estômago, me tira o sono, me dá tosse, me fecha a garganta.

Não sei como fazer para me desintoxicar de você de uma vez por todas. Dizem que o tempo é o remédio para o mal que não tem cura. Mas enquanto o tempo não chega, como faço para suportar as horas em que beiro o desespero? Passar por toda essa desintoxicação está sendo insuportável. Viramos vício. E, sinceramente, prefiro morrer do que ter uma recaída.


Ilustração de Maurício Nunes: http://mauricionun.blogspot.com

32 comentários:

Caloã disse...

Docinho, vez ou outra, desintoxicar-se aos poucos também funciona. Mas, normalmente, brutalmente é sempre mais rápido.

Bjins.

Zek disse...

Bacaninha teu blog!!!!

Dedinhos Nervosos disse...

Engraçado que escrevi sobre vicio, drogas e tudo mais esta semana mesmo. E terminei o texto mais ou menos como vc. Incrível como a gente pode beirar a uma overdose, né? :o( Quando tiver um tempinho dê uma passadinha lá.
Bjos.

Anônimo disse...

transformar a luta da desintoxicação em uma conquista própria não tem preço.
adorei!
Cecília.

Gigi Quebrabarraco disse...

ahhhh como me faz bem passar por aqui!! ou melhor, me faz voltar pra mim!
Beijos...

SkateComMédia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
SkateComMédia disse...

Talvez essa desintoxicação não exista. É como a anfetamina guardada dentro da caixinha de madeira com fundo falso no canto da última gaveta.
Está lá, a coragem de jogar no lixo não vem, mas abrir o fundo falso tem o mesmo nível de medo e "coragem" de livrar-se de tudo. E deixá-la guardada, de um modo bom ou ruim acaba te lembrando sempre das coisas que aprendeu quando abria o fundo falso,e das coisas que não quer mais hoje...
A desintoxicação do corpo é dolorida mas real, concreta se você tiver tal vontade. Agora a alma, as lembranças, o coração...não se pode arrancar um pedaço do coração como se corta uma fatia de bolo, ah se pudesse...tudo ficaria tão mais fácil e talvez também tão sem graça.
Já experimentou aprender a lidar com isso sem pensar em livrar-se do que está no fundo falso da caixinha no canto da última gaveta...?
Talvez seja mais prático e muito, muito menos doloroso...

Beijos linda...

Deivis.

Babi disse...

meeeeeeeeeeeeu.. muito bom!!!
se alguém tiver o nome do remédio pra essa desintoxicação, me avisa!!!

teo netto disse...

Potz! Que texto!
Beijos mocinhas.

Paulo Bono disse...

forte, do caralho. bem escolhida cada palavra.

abraço às Duas

blogatopreto disse...

A cada dia que passa me apaixono mais por este blog.
Assunto complicadissimo do texto, pois não existe uma pessoa no mundo q não tenha passado por isso.. não tem nada pior do que voce sofrer em um relacionamento, saber o que está errado, saber a solução (terminar/separar) mas não conseguir. A necessidade pelo outro é muito maior, o sentimento e o corpo fala mais alto.. Triste!

Anônimo disse...

Perfeito! Real!

Kika disse...

amo textos assim (:

já estava com saudades deles!!!!!!!!

vfortes disse...

Engraçado, ando me sentindo exatamente assim.
Mas acho que a desintoxicação é dolorsa mesmo, porque nosso corpo se acostumou à "droga", mas a cabeça sabe que esse caminho é sem volta e te força a entrar nos trilhos.

Mas vamos que vamos, que essa abstinência vai passar.

Dedinhos Nervosos disse...

Oi Elisa. Valeu pela visita. Espero que volte mais vezes.
Com relação a sua lista, se puder me enviar... vai ser ótimo! Aguardo, ok? annokas73@gmail.com
Obrigada de coração.
:o)
Bjos!

Anônimo disse...

Vocês demoram pra postar, mas quando postam... Parabéns!

carol cuquetto disse...

adoro os pedacinhos de texto feito o "me dá tosse". eles grudam. bjs!

darsh. disse...

presico me desintoxicar também.

Luc's. disse...

E onde aprendia a odiar pra não morrer de amor. Já diria Clarice.

Adorei, como sempre.

Lucas.

Mai* disse...

adorei o jeito como escrevem esse texto. de verdade. lindo, lindo.
abração

Cleyton disse...

Que bacana seu blog. Abraçooo!

srta. rosa disse...

Muito bom o texto. Tô lendo um livro bacaninha, "Comer, Rezar e Amar", de uma jornalista - se não me engano americana. Meio auto-ajuda umas horas, mas naquele formatinho diário escrito por alguém inteligente. Lá pelas tantas ela passa um tempo num Ashram na Índia e alguém diz a ela:
- Você precisa se libertar.
Acho que é isso, a decisão é interna. O tempo acaba nos empurrando em direção a isso mais cedo ou mais tarde, justamente quando enchemos o saco de sofrer. Porém enquanto sofremos perdemos tempo, não?
Cabe a cada um saber quando é a hora de trocar a lente de onde enxerga a própria vida.
Suerte!

Bezzos,

beija-flor disse...

O que é phoda é você "conviver" com este sentimento.
Tenho um sentimento parecido com este. Não vou voltar com ele, mas, como na música do Roberto: "...Eu sei que esses detalhes
Vão sumir na longa estrada
Do tempo que transforma
Todo amor em quase nada
Mas "quase"
Também é mais um detalhe
Um grande amor
Não vai morrer assim
Por isso
De vez em quando você vai
Vai lembrar de mim..."
Eu ainda me sinto assim... E não sou triste, não.
Tenho um namorado ótimo, o cara certo e vivo muito bem. Talvez porque a relação com o outro tenha sido tão intensa, ainda é presente. Mas, é somente o "quase"... De vez em quando ainda lembro...

Bruno M. & Samantha disse...

Comentamos, saimos correndo, pau no c* de quem está lendo.



hehehe. Falando sério. Gostamos bastante do texto. O anterior também.


Bjos

Junkie careta disse...

Nossa...parece ainda estar doendo muito...

Mas passa.Tem que passar.

Fundo musical: "crush" - Garbage.

Tudo que é seu ainda me faz mal. Me revira o estômago, me tira o sono, me dá tosse, me fecha a garganta.

Essa doeu.

Parabéns pelo espaço

Camila Amorim disse...

me indicaram o blog, até que curti mas achei as anedotinhas muito água com açúcar...

enfim,

bjs

elisa disse...

perfect.

besos

Rodrigo Carreiro disse...

O tempo chega sim, tá ai do seu lado ó...

moara disse...

já senti dores assim, tive recaidas, mas as recaidas bastaram para me convencer que o vício já findava.

=**

Bruno Reis disse...

they try to make me go to rehab,
I say no, no, no.

tudo passa.
mas, enquanto não passa, a gente se esparrama pela vida, tentandi juntar os caquinhos.
mas recaídas são praticamente inevitáveis, há de se dizer. infelizmente.

Garota no hall disse...

(cara de espanto). Passei por isso no ano passado. "Cortei o mal pela raiz", retomando o ditado clichê. Perdi totalmente o contato com o "loser" e o que sei dele é o que alguns amigos em comum dizem, tipo "vi ele na rua outro dia, estava muito estranho". Faz mais de um ano. E me desintoxiquei.

; Thaís Motta disse...

perfeito .
ameeei , to precisando urgentemente me desentoxicar também .
se alguém souber uma forma mais simples , que não seja tão sofrida , me diiz ?

como sempre , muito bom !

saudades grandes desses textos!