23.12.08

Balanço

A época é essa, boa hora para se fazer um balanço. Demorei a entender o que isso significava, de ver o ano como se fosse a análise do livro-caixa de uma empresa. De um lado o que entrou, do outro o que saiu. E no fim das contas, se foi positivo ou negativo. Caneta vermelha ou azul. Suponho que seja mais fácil fazer isso com números do que com emoções, conquistas e sentimentos. Ninguém fica contabilizando quantos amigos ganhou no ano que se finda e nem quantos pretende conseguir no que se aproxima. Mas, ainda assim, resolvi colocar 2008 na ponta do lápis.

Comecei o ano me separando, depois de doze anos de convivência. E a conta foi alta, no bolso e no coração. Mas agora, faltando poucos dias para começar 2009 no calendário cristão, realmente foi uma decisão acertada. As coisas se ajeitam com boa vontade. Pra suprir o que ficou menor no orçamento, levei à frente um projeto que há tempos estava adormecido na minha cabeça. Contei a idéia para dois malucos que me apoiaram e fizeram dar certo, ou seja, a grana entrou. E como diz o Lobão, o riso corre frouxo quando a grana corre solta. O coração também vai bem, obrigada. Mais sossegado, apaixonado por várias coisas, aberto e disponível para amar novamente.

Mas não se deixe levar pela aparência, nada foi fácil. Fiquei muitos domingos sem me levantar da cama. E muitos outros em que tentei e não tive força suficiente. E outros tantos em que só não sucumbi porque tinha gente do meu lado pra me agüentar chorando – que nem manteiga derretida, como diz meu pai. Continuando o dramalhão, no meio do ano, outro golpe que doeu bonito. Eu e Val, a outra redatora de merda, agora estamos separadas por uma hora e meia de avião ou quinze horas de ônibus - algumas a menos de carro, mas não me arriscaria dirigir em São Paulo. O dinheiro também nos separa, companhias aéreas não dão desconto, não sabem o que é ter amigos longe. Tá uma droga ficar longe da Val, mas é assim e pronto. Vamos em frente.

Em 2008, voltei pro tae know do. E consegui mais uma graduação. Em 2008 também comprei meu primeiro carro zero. Em 2008, vi o Escafandro e a Borboleta e me deu uma puta vontade de fazer um trabalho voluntário: ler para cegos. Em 2008 conheci alguém com disposição de vir de Pernambuco ao Espírito Santo de bicicleta. Em 2008, tomei um porre inesquecível – principalmente por não lembrar de quase nada. Posso dizer com toda a certeza: 2008 foi difícil pra cacete. E, na mesma medida, foi um grande ano. Feliz 2009 pra você.

Ilustração de Claudio França.

32 comentários:

manu, cara de anú disse...

Elisa faz tae know do, que massa! Acho muito bacanudo ^^. Preciso fazer um balanço mental de 2008... Feliz Ano novo, e que ele seja muito melhor pra todos nós! :)

darsh. disse...

gostei de ler um texto mais pessoal :)

sabe, de 2008 tiro a mesma conclusão: muitos problemas, muitas dificuldades, mas também teve seus momentos bons.

beijos

Paulo Bono disse...

acho legal esses balanços.
e é muito bom reconhecer as partes boas.
Mais um superavit em 2009.
abraço

Vanessa Dantas disse...

Delícia de texto, altamente inspirador! Tentarei escrever algo nesse sentido (do balanço) até a chegada do novo ano. Enquanto isso, deixo aqui um FELIZ 2009 para vocês e muita inspiração para os novos textos que virão.

Flavs disse...

Pode contar que no final de 2008 ganhou mais um leitor. Parei por aqui por causa da Valeria (que conheço bem pouco) e agora leio sempre. Bom Natal e que 2009 tenha muitas surpresas boas!

Bel, la dueña disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fernanda Pereira disse...

É...2008 foi um ano difícil do cacete, mesmo!

Me identifiquei demais com a parte das companhias aéreas que não tem amigos (nem namorado) distantes...=/

Bom 2009!!!

Careca disse...

Feliz 2009 pra vocês!

ever disse...

2008 também foi um ano de reviravoltas pra mim:
finais, começos e recomeços. um dos mais importantes, assim como 1998.
mas to muito curioso, animado e ansioso com 2009 (não nescessariamente nesta mesma ordem).
beijos :) feliz 2009 pra gente!

samira disse...

Esse ano não trouxe surpresas para ti, como trouxe para todos.
Mas o importante, é que aprendemos com todos os fatos.

Algo muito agradável me aconteceu esse ano: conheci o Redatoras de Merda, e adoro!

Lu Olhosde Mar disse...

nossa. temos muito em comum! fica no ar uma certeza - 2009 vai ser grande tb, de outro jeito, mas incrível. q Deus nos abençoe!!

Ana Cecília Leite disse...

como pode ser? por vezes pensamos que as coisas acontecem somente, unicamente e exclusivamente, com a gente. rs... mas não.
no meu 2008 teve tb separação (não tão intensa qto a sua), mas q em certos dias, até hj, me deixa nostálgica de uma maneira q não gosto. houve dificuldades, novos desafios e a uma percepção maior da minha parte em relação a mim mesma. mas muita coisa vejo, somente agora, que foi devidamente necessária, assim como vc colocou no início do texto.
adoro ler vcs, até então não tinha me manifestado, mas o farei constante a partir deste momento.
nossa! não precisava dessa minha auto-análise aqui né? rs...
um bom ano pras Duas.
até!

Giovana disse...

Que 2009 seja espetacular para vocês! O ano de 2008 não vai me deixar saudades. Aliás, não gosto de anos pares, não. Bjo!

Pensamentos Indizíveis disse...

Oi, redatora! Tudo bom?
Essa época é boa mesmo pra fazer um balanço, mas senti um tom triste no seu (pode ter sido só impressão, mas foi o que senti). Pelo que vi, 2008 foi um ano bem atribulado, desejo que 2009 seja mais animado, que você chute forte e acerte na mosca não só no tae kon do, e que o riso role solto, com grana, inclusive para voê ir para SP!
Aproveitando, sabe em que outra data eu costumo fazer um balanço? No meu aniversário. Sempre achei que aniversário é uma espécie e réveillon particular e faço balanço e lista de intenções. São 2 chances no ano pra fazer isso (o dobro do que se costuma fazer)!
Beijão e muito sucesso!
Marcela

elisa raquel disse...

comecei a ler e quando vi era um texto pessoal. elisammm, um luxo isso! Adorei!

que seu 2009 seja muito melhor que todos os outros =)

besos

Bruno Reis disse...

fico feliz de ter participado de alguma forma do seu ano, seja divindindo chopes, abraços, textos ou sorrisos. e quantos belos sorrisos há por aí! com eles, 2009 não tem como ficar ruim.

não sei se tenho as manhas, ou a coragem, para fazer um balanção desse porte. o máximo que consigo é uma lista de 50 melhores discos do ano. hahaha.

beijo enorme, do tamanho da minha louca e avassaladora paixão por vocês, amigas do coração.
2009 é nosso.

Aline disse...

Tenso fazer o balanço, né?
Mas pelo jeito seu 2009 vai começar bem. Assim espero! =))

Dedinhos Nervosos disse...

Feliz Ano Novo para vcs. E que os próximos balanços sejam sempre melhores do que os passados.
Bj.

Feelove disse...

Admiro mto esse blog, é a minha leitura inicial a cada dia, me inspira, me entende, tanto que acaei criando um...só passei para agradecer pela inspiração!!!

Giovana - ES disse...

De uma passadinha lá no meu blog, pessoas inteligentes estertas como vc são sempre bem vindas, não esqueça de comentar, (por favor), os textos são legais, se gostar ... Me linka e/ou copia meu award! Bjos Giovana Capixaba.

Rodrigo e Nina disse...

a vida é assim, quanto mais duro o golpe mais bonita fica a luta....
Boa sorte pra 2009

Anderson disse...

pow, mais legal q fazer balanço, eh fazer a lista de objetivos pro proximo ano... ja fez a sua?

*Renata disse...

Oi Elisa,

Cheguei no seu blog através da Fernanda, do Compulsão por Palavras. Gostei muito e decidi acompanhar sempre.
Fiquei feliz que o apesar de tudo, o saldo de 2008 foi positivo. No final, é isso que importa.

Beijo,

Renata

Srta. Rosa disse...

Suerte, caríssima. No final sempre tudo dá certo. E eu também prefiro os anos ímpares.

Feliz ano nuevo para usted!

Thainá Vivas disse...

Gostei do texto. Parabéns!
Mas de 2008 eu não tenho mt oq comentar.. definitivamente não foi o meu ano.

[]'s

http://pipocandoporai.blogspot.com/

Lucas disse...

Pra nois!
=]

Adoro esse blog.

Garota no hall disse...

E um ótimo 2009 para as redatoras (que não são de merda nem nada)!

:-)

Gabi disse...

Parei aqui meio sem querer, lendo de um blog a outro e de repente cá estou eu.
Gostei do balanço, pensando por outro lado 2008 foi bom pra você, tem gente que só pensa em se separar e nunca sai do lugar. Vou colocar o link lá no meu, se me permitir, e estarei sempre por aqui. Ah, sou de Vitória também!
bju

Duas disse...

Também é uma droga ficar longe de você, docinho. Mas alguém vai gostar de mim aqui, dar um emprego legal e pagar o suficiente pra ir seeempre pra vitória. ou vila velha, enfim:)
beijos e vem logoooo.

Mari L. disse...

Ah, Elisa, que texto doce, triste e lindo, fiquei com nó na garganta. Também achei 2008 muito difícil, não fiz um balanço, nem precisa. O bonito em você é estar sempre se reinventando.
Desejo que seu 2009 seja mil vezes melhor (mesmo longe da Val - que continua perto do coração), e que você nunca deixe de ser essa "menina de estrela" que sempre foi, tá minha "filhota"? Beijos!!!
Mária

Culpada! Como qualquer mortal... disse...

sempre quis fazer tae known do

adorei o texto as always

:****

Serjones disse...

putz, se eu avaliasse o meu 2008, não sei se seria azul ou vermelho, viu?