1.8.07

Toda ouvidos


Na hora que ele me ligou, já passavam das 10 da noite. Era sábado e quanto mais rápido eu dormisse, menos ficaria pensando no que não fiz e nas oportunidades de conhecer pessoas (homens, na verdade) que eu desperdicei. Já estava de camisola, deitada com meu abajur ligado tentado me concentrar na revista que comprei de manhã na banca ao lado da minha casa.

- Oi, já tava dormindo?
- Não, tava lendo...
- Posso ir aí conversar com você?

Ele tinha brigado mais uma vez com a mulher. E, como de costume, vinha me contar ponto a ponto o que havia acontecido. Na verdade, ele precisava se e me convencer de que não estava totalmente errado. Precisava do ouvido atento de alguém que o amasse incondicionalmente.

- Claro, pode sim.

Falei sem muito entusiasmo, na verdade tive que arrumar muita de disposição para apagar a luz do abajur que me dá conforto e transforma meu quarto num lugar mais interessante, com foco somente no que é importante, minha revista, meus livros, o jornal que não deu tempo de ler durante o dia. A pouca luz esconde as imperfeições das paredes e as minhas também, mas tive que apagá-lo, acender a luz do quarto e trocar de roupa para não deixá-lo culpado por me ver de camisola – por que tenho que pensar em tudo? Fui pra cozinha, cortei queijo, fiz uma pasta para acompanhar as torradas, coloquei a cerveja para gelar, levei o som pra varanda. A campainha tocou.

- Oi, tá com fome?
- Sim, e foi por isso que a gente brigou.
- Ué, você não pode sentir mais fome?
- Não, não foi isso. Você acha que estou muito desarrumado?
- É, não tá o homem mais bem-arrumado do planeta, mas também não está assustando ninguém.

Ele abre a cerveja, pega um pedaço de queijo, senta na varanda e começa a falar, falar, falar. Por horas fico apenas olhando pra ele e pensando de onde vem tanto amor. Prefiro não dizer nada, ele é incapaz de mudar. O que custava ele tomar um banho, trocar de roupa e passar um perfume para deixá-la feliz? Muito, porque ela não consegue entendê-lo como eu. Ele sofre de falta de ser aceito do jeito que é. Psicólogos chamam de baixa auto-estima. Ele quer apenas matar a fome, com a mulher que ama, e que se dane a bermuda, o chinelo e a camisa de malha com estampa de propaganda. Nada disso pra ele interessa. Mas ela não compreende e desfaz dele no mesmo instante: “Sair assim com você? Não vou mesmo.”
Ele, que não sabe conversar e se fere facilmente, fecha a cara, deixa ela em casa e busca em mim algum tipo de alívio.

Depois da segunda cerveja ele começa a dar sinais de cansaço. O queijo acabou, a carne que esquentei também. Ele se senta no sofá, liga a TV, vê um pouco da reprise de um jogo qualquer. Enquanto eu jogava fora as latas de cerveja e limpava a varanda ele voltou para o seu mundo. Estava satisfeito por ter comido, bebido e desabafado. Terminei de lavar as louças na cozinha. Ele havia desligado a TV e já estava na porta, bocejando, com chave do carro balançando na mão.

- Amanhã a gente se fala, tá?
- Tudo bem...
- Um beijo, boa noite.
- Tchau, pai, boa noite.

38 comentários:

Duas disse...

adori e gosti muito, docinho:)

vou ficar triste só pra comer queijinho na sua casa.
beijo.

Tudo ou nada ... disse...

Muito legal, cheguei a pensar realmente que era um amante rsrs ...
Bjos

José Arnaldo disse...

sacada no final?

hummm...sei não...

bjs nas 2as


:^D

punkperfume disse...

ótimo!

Loolieeze disse...

puxa!
sempre me surpreendo com seus textos mas esse foi demais!


adoro passar por aqui...

Jak Viana disse...

Hahaha... passei o texto inteiro triste por você gostar de um homem apaixonado pela mulher!
Senti um vazio a cada vez que você mencionava "a outra" e o "egoísmo" dele ao procurá-la apenas pra comer e desabafar.
Tem lógica não!
hahaha
Excelente!!
Bjs

Giovana disse...

Estava achando que era um amante, até ler a parte em que ele fica no sofá vendo reprise de jogo enquanto você limpa a varanda.
Pensei: "não é possível!"
Hehehe
Adorei o texto. Essa semana o assunto "pai" tá me rodeando...
Bjo meninas!!!

Jose Carlos disse...

Sehr gut...

textos inúteis disse...

Outra vez, ótimo.
rs

Bj

Bruno R. disse...

poxa, eu já sabia que era o seu pai. =) digo, imaginava que era pelo que sei da relação bacana que vocês têm, e tudo mais.
tá, não sei muito, mas chutei, e acertei. isso é o que importa.
hehehe
beijo

Bigsmall disse...

claro que você sabia...putz...a não ser que tenha lido o texto de trás para frente...rs

a virada do final é bem legal.

ótimo texto meninas.

Babi disse...

Lindo.

manu, cara de anú disse...

Nossa, cacete de elefante, que texto mais fofo! xD

manu, cara de anú disse...

ah, desculpe pelo "cacete de elefante", foi força de expressão o.o

Mandrey disse...

escrever assim é pra poucos.

Por Chris Martins disse...

fofo!

manu, cara de anú disse...

Hahahaha, viu, fessôra xD
Acho que agora preciso assistir mais Simpsons

beijo ^^

Marina disse...

Olá meninas, conheci o blog de voces atraves do EXELENTE texto "tortura moderna" e como não achei justo o "autor desconhecido" fui atras para saber quem tinha escrito foi quando achei o blog de voces, acho que sem duvidas depois do orkut e do msn é a melhor diversão da internet, na ultima semana passei HORAS lendo os textos, rindo e me encaixando neles.
Parabéns meninas, voces acabaram ganhar uma nova integrante para o fã clube ;*

Celso disse...

Texto excelente. Vocês são muito talentosas. Obrigado pelo compartilhamento da beleza. :)

Caloã disse...

Oi Elisa,
Coloquei no blog o texto que me inspirou mais alguns posts. Desculpe por não dar crédito antes, realmente não tinha chegado para mim com o nome do autor ou autora né.

O blog de vocês já está nos meus favoritos. Espero que atualizem todos os dias pois minha fome de leitura de blogs bons é grande.

Darei os devidos créditos para o texto "Tortura Moderna".

Tenho uma pergunta, como chegaste no meu blog.

Bjins.

Rodrigo disse...

Oi, achei teu blog pelo google tá bem interessante gostei desse post. Quando der dá uma passada pelo meu blog, é sobre camisetas personalizadas, mostra passo a passo como criar uma camiseta personalizada bem maneira.(If you speak English can see the version in English of the Camiseta Personalizada. Thanks for the attention, bye). Até mais.

Dani(ela) disse...

tá... cês sempre jogam a isca e a gente sempre cai!

muito bom ^^!

Anônimo disse...

Eu falava pra ele trocar de roupa, fazer a barba e se perfumar...ficar bem lindo pra sair com a minha mãe...Mas se fosse a segunda esposa, não sei se é o caso do seu texto..faria o mesmo q vc....ouviria ele...hehehehe
bnrincadeira, mas o q custa se arrumar e acompanhar a esposa? não é pq casou q vai relaxar legal...nem pq a idade tá chegando...nada a ver!!!
Demais o seu texto!

drika disse...

nossa! q linda essa relação com teu pai.

ñ fui tão ousada a ponto de achar q era um amante, imaginei um amigo de infância. é pelo visto é, dos melhores!
lindo, lindo!

João disse...

Caralho, muito bom!

Nao conhecia esse aqui nao... Add na hora!

fran disse...

Olá! Não conhecia o blog de vcs ainda, mas fiquei surpresa ao ler este último post. O texto ficou incrível e o final, arrasador.
Vou favoritar.
Bjos

Fabi disse...

Vivo algo parecido com meu pai tbm. Sei bem como é.
Excelente espaço, volto mais vezes.
bj

Beth B. disse...

Lindo, lindo,lindo....

Wolverine Logan disse...

Cheguei até vocês por um link da Fabi e adorei o seu blog, esse texto tem um ritmo muito bom muito bem escrito é lindo, todo o meu respeito e admiração.

natiH disse...

O nome do blog definitivamente não combina com vocês...

Os textos são excelentes e cativantes.

bic azul disse...

Outro texto muito legal.

Parabéns mesmo.

Uma pena que o título do blog não faça jus ao conteúdo.

Abraço.

Manuel Rolim disse...

Jesuis, o texto que escrevi esta semana no meu blog tem a mesma surpresa no final. Que coincidência.

Bira disse...

PERFEITO!!!

Anônimo disse...

Putz!
Texto tudo de bom, o desfecho é daqueles que comprovam vida inteligente nas literaturas virtuais. Bj p/ vcs!!!
Sall
www.blogdosall.wordpress.com
.

Anônimo disse...

Parabéns pelo blog, vim parar aqui através do Pensar Enlouquece e fiquei muito feliz de ter o conhecido!

suapequena disse...

espetaculares seus textos!
e que suspense nesse...!adorei a condução da história e como td mundo, me surpreendi.

Thaíís disse...

Resolvi postar em todos os textos, pq achei todos excelentes, lindissimos de uma inteligência fora do sério, sem falar que me prendeu até o ultimo momento, confesso que achei que ele fosse um amante .. rs .

liinda a relação com seu pai =)

beijo, e mais uma vez.. saudações ;]

Anônimo disse...

gosto dos textos de vcs pq são surpreendentes ou engraçados
e todos muito inteligentes!

virei fã!